Grupo Fast Assessoria Financeira para sua empresa

Fast Assessoria Planejamento financeiro para empresas familiares



Fast Assessoria Saiba se a sua empresa está realmente gerando lucro



Fast Assessoria BPO Financeiro, Captação de créditos, contablidade, redução de custos e precificação



Grupo Fast Assessoria Financeira para sua empresa





Como reinventar uma empresa familiar?

Data: 22/07/2019

Tudo bem que a tradição é um ponto fortíssimo numa empresa. Um grande diferencial no mercado. Mas empresas familiares que estão passando por um processo de sucessão podem (e devem) se reinventar. Os sucessores, mais jovens, vêm cheios de ideias para reinventar uma empresa familiar. Mas como conduzir esse processo da melhor forma possível?

 

É comum nos pequenos e médios negócios com mais de 30, 40 anos, a preocupação com a passagem do comando. Geralmente é do pai para o filho. Porém é neste momento de passar o bastão que podem acontecer atritos familiares.

 

Imagine a figura do pai, que abriu a empresa com muito sacrifício, construiu sua clientela e consolidou sua marca, mas que se vê questionado, na maturidade, por um herdeiro que está ávido por mudanças.

 

Com gerações tão diferentes, os choques de ideias são esperados. Afinal de contas quem cresceu e começou a vida de empreendedor nos anos 70 ou 80 não tinha acesso a tanta informação como a geração atual, que já parece ter nascido conectada e adepta do marketing digital.

 

Novos processos administrativos  

 

Portanto o desejo de implantar novas práticas de administração e reinventar uma empresa familiar é inerente à geração da era da informação.

 

Entre as novas medidas geralmente tomadas pelos sucessores estão novos processos administrativos, terceirização de serviços, métodos de precificação, processos de vendas, planos e metas, além de demissões e contratações até então ignoradas pelo fundador.

 

Nesse contexto a prudência é uma aliada de peso na hora de promover mudanças no formato original do negócio.

 

Isso porque a sabedoria popular diz que em “time que está ganhando não se mexe”, porém, existe uma série de fatores em jogo para os herdeiros que desejam incrementar o negócio e reinventar a empresa familiar.

 

Concorrência influencia mudanças

 

Entre esses fatores levados em consideração pelos herdeiros e novos gestores estão:

 

  • Concorrência acirrada
  • Novas tecnologias
  • Clientela mais exigente
  • Tendência da terceirização
  • Mudanças nas leis
  • Novos comportamentos

 

Desse modo a concorrência é um forte termômetro para verificar o quão eficiente é o empreendimento. Portanto reinventar uma empresa familiar atende, em muitas situações, à necessidade de se igualar ou superar a concorrência. Ainda mais quando a concorrência vem de franquias ou grandes redes.

 

Outro aspecto está relacionado à popularização da alta tecnologia que vem se rendendo aos pequenos negócios e não ficando mais restrita apenas aos grandes empreendimentos. É o caso de aplicativos e da Internet das Coisas (IoT), que são novas tendências de mercado e certamente são elementos constantes do planejamento na hora de reinventar uma empresa familiar.

 

Serviços estão a um toque da tela do smartphone

 

Dentro desse contexto da era da informação, a clientela se torna mais exigente visto que tem acesso, na palma da mão, ou melhor, na tela do smartphone, a produtos e serviços online.

 

Num simples toque é possível comparar preços, ver comentários positivos e negativos de consumidores, checar a pontuação da marca em sites de avaliação como o Reclame Aqui e ainda o histórico da empresa.

 

Outro anseio dos herdeiros que assumem o negócio e querem reinventar uma empresa familiar é a terceirização de serviços, que é permitida por lei e favorece a canalização das energias do negócio naquilo que é a sua especialidade.

 

Em inglês, essa tendência na administração das empresas se chama Business Process Outsourcing (BPO), que representa a terceirização de atividades secundárias de um empreendimento.

 

Gestor deve ficar atento ao comportamento do consumidor

 

Numa visão mais macro, outras duas fortes tendências que levam os sucessores a desejarem implantar mudanças nas empresas familiares são as mudanças nas leis e no comportamento do consumidor.

 

A importância do certificado digital, que facilita os processos internos, é um exemplo da inovação da legislação que vem acompanhada de mais agilidade e redução na burocracia nas empresas.

 

A mudança de comportamento do consumidor também é um fator que pesa na decisão do gestor em promover inovações nos negócios familiares.

 

Só para exemplificar, o que aconteceu com as vídeolocadoras, com as lojas de discos e com as escolas de datilografias em um tempo relativamente curto e recente da nossa história?

 

E, para ir mais a fundo, o que acontecerá com as empresas que não estiverem de olhos voltados aos novos modelos de consumo e não almejarem reinventar uma empresa familiar?

 

A inovação reiterada é, aliás, apontada por 71% dos entrevistados de uma pesquisa da Pricewaterhousecoopers (PwC) como o principal fator de competitividade no mercado. Ou seja, ou você inova ou pode perder seus clientes para a concorrência.

 

58% concordam em reinventar uma empresa familiar

 

É interessante notar ainda outros dados desta mesma pesquisa, feita em 2018, sobre o universo das empresas familiares. Veja:

 

  • 3% das empresas familiares atingem a quarta geração;
  • 11% não planejam a sucessão;
  • 70% dos sucessores trabalham em outras empresas antes de assumirem os negócios da família;
  • 58% dizem que é preciso reinventar uma empresa familiar a cada nova geração.

 

Você pode conferir a pesquisa completa (em inglês) clicando aqui

 

Como mostrado, a maioria dos empresários que assume os negócios familiares e buscam reinventar uma empresa familiar vêm da experiência de ter trabalhado em outras empresas. Eles trazem, portanto, novas visões e projetos.

 

Contudo é muito importante ressaltar que os fundadores das empresas familiares não são simplesmente “dinossauros” que estão alheios às mudanças e às tendências da administração.

 

Uma boa parcela dos empreendedores se mantém ativa e em treinamento constante para manter-se competitiva. Para essa parcela, reinventar uma empresa familiar faz parte da rotina de qualquer planejamento.

 

Planejamento é essencial para o futuro da empresa

 

O planejamento, aliás, é a palavra-chave para este momento de sucessão na empresa familiar. Pode ocorrer de o empresário ter todo o conhecimento técnico e inteligência emocional para tocar este processo, mas ainda assim lhe falta a visão macro da situação da empresa.

 

Para concluir, para reinventar uma empresa familiar é necessário ter em mente todo o legado deixado pelo fundador, a marca já consolidada e a necessidade de acompanhar as novas tendências.

 

Neste sentido, a Fast Assessoria Financeira é uma empresa com o propósito de ajudar os novos gestores na tomada de decisões sempre alinhadas com o mercado e visando a saúde financeira do negócio.

 

Agora que você já leu sobre a importância de inovar com prudência e atento a todos os reflexos das decisões tomadas à frente de um negócio familiar, continue acompanhando nosso blog e entre em contato conosco para tirar eventuais dúvidas clicando aqui

 

Hygor Duarte - CEO  - Grupo FAST



Data: 22/07/2019




Compartilhar:

Saiba se a sua empresa está realmente gerando lucro
Postes Recentes
Empresa sem controle financeiro: perigo à vista
Dirigir uma empresa sem um controle financeiro é como dirigir um carro, à noite, com os faróis desligados.
FALTA DE DINHEIRO NO CAIXA DA EMPRESA
O que acontece normalmente com uma empresa que está sem dinheiro em caixa? Em vez de ela trabalhar com o dinheiro do cliente, é o cliente que trabalha com o dinheiro dela.
Pagamento de contas a prazo
Contas a pagar, contas a receber. Aprenda como ganhar dinheiro com isso em sua empresa.
Empresa sem controle financeiro: perigo à vista
Dirigir uma empresa sem um controle financeiro é como dirigir um carro, à noite, com os faróis desligados.
FALTA DE DINHEIRO NO CAIXA DA EMPRESA
O que acontece normalmente com uma empresa que está sem dinheiro em caixa? Em vez de ela trabalhar com o dinheiro do cliente, é o cliente que trabalha com o dinheiro dela.