Atenção

A Fast Assessoria Financeira não possui serviços de oferta de crédito.

Nossa atividade está diretamente ligada à organização e planejamento financeiro para empresas familiares.

Assessoria

Assessoria Financeira Sorocaba Consultoria Financeira Sorocaba Organização Financeira Sorocaba



Consultoria Empresarial Sorocaba Franquia Financeira Sorocaba Redução de Custos Sorocaba



Assessoria Financeira Sorocaba Consultoria Financeira Sorocaba Organização Financeira Sorocaba



Consultoria Empresarial Sorocaba Franquia Financeira Sorocaba Redução de Custos Sorocaba



Organize a bagunça das finanças da sua empresa

Todo empresário sabe da importância do departamento financeiro. Mas por que então, mesmo assim, muitos empreendedores negligenciam as finanças da sua empresa?


Organize a bagunça das finanças da sua empresa Consultoria Empresarial Sorocaba Franquia Financeira Sorocaba Redução de Custos Sorocaba

Existem muitos empresários que jogam todos os boletos, pagos e a vencer, misturados numa gaveta e perdem horas tentando encontrar uma conta que precisa ser paga até o encerramento do horário bancário. Outros ainda não têm um controle dos recebíveis, portanto, desconhecem quanto de dinheiro deve cair na conta da empresa em determinada semana ou mês. Dessa forma empresários que não monitoram as finanças da sua empresa sempre vão embora para a casa com a sensação de que trabalham, trabalham e trabalham, mas não veem a cor do dinheiro.

 

Com as finanças bagunçadas, a sensação de desânimo é inevitável. Além disso, os resultados demoram a aparecer. Pior ainda é que na hora de planejar um investimento, esse empresário acaba se valendo do “achismo” ou fica à mercê da sorte.  

 

Certamente quem não controla as finanças da sua empresa também incorre no erro de misturar contas pessoais com as do negócio.

 

Então se você quer eliminar de vez a bagunça das finanças da sua empresa, leia este post para iniciar uma nova fase na gestão dos seus negócios.

 

A importância do departamento financeiro

 

Primeiramente é recomendado ter em mente que o departamento financeiro é um dos pilares mais importantes do negócio. Tal descontrole é uma das razões do fechamento de empresas. Pelo menos 1 a cada 4 empresas fecham as portas antes de completarem dois anos de atividade, segundo o Sebrae.

 

O responsável pelo departamento financeiro monitora tudo o que entra e sai do caixa, além de verificar o patrimônio da empresa e fazer o planejamento financeiro para novos investimentos.

 

Mas você deve estar pensando: “sou pequeno e não tenho gerente financeiro”. Nesse sentido, se você administra o seu negócio sozinho, com sua esposa ou sócio, você deve assumir a função do departamento financeiro ou terceirizá-la, o que é mais recomendado.

 

Afinal de contas, o departamento financeiro é crucial para manter a competitividade e a sobrevida da empresa em tempos de crise, além de estipular os indicadores de desempenho mensais. A velha recomendação de não gastar mais do que recebe é válida para o mundo empresarial.

 

Educação financeira é condição para ser empresário

 

A educação financeira é fundamental para organizar as finanças da sua empresa e da sua vida pessoal.

 

Quando você é CLT existe uma previsibilidade de receita. Todo quinto dia útil do mês o seu dinheiro cai na conta.

 

Mas quando você se torna empreendedor, o pró-labore, que equivale ao seu salário como empresário, depende da capacidade financeira do negócio.

 

Devido à sazonalidade e às oscilações do caixa, com a entrada e saída de clientes, aumento de estoque, admissões e demissões de funcionários, o dinheiro que o empresário efetivamente coloca no bolso é muito variável.

 

Justamente por isso o empreendedor precisa ter uma educação financeira clara e praticável. De nada adianta o empresário saber que não pode misturar as contas da empresa com as pessoais, se a cada aperto financeiro recorrer ao dinheiro reservado ao lucro da empresa ou à conta guardada para um futuro investimento.

 

A educação financeira, portanto, é essencial para garantir a saúde dos negócios de quem trabalha sozinho ou liderando uma equipe.

 

Entretanto a recomendação do monitoramento das finanças da sua empresa é reforçada quando a empresa é liderada por sócios. Nesse sentido, os sócios precisam ter a devida sinergia e consciência para não prejudicar o caixa da empresa. Ambos precisam estar financeiramente treinados e com o olhar direcionado às mesmas metas e demais indicadores.

 

Evite os reflexos negativos do descontrole financeiro

 

Quando o microempresário trabalha praticamente sozinho, centralizando todas as decisões e tarefas em si, sobra pouco tempo para se dedicar ao controle das finanças da sua empresa.

 

Além da escassez de tempo para se dedicar ao caixa, o proprietário muitas vezes não tem domínio técnico sobre finanças.

 

Inevitavelmente, os reflexos negativos vão aparecer. Entre eles estão:

 

  • Atraso nos boletos
  • Descontrole dos recebíveis
  • Prejuízo financeiro
  • Pagamento de taxas ocultas
  • Gastos excessivos e desnecessários

 

Dessa forma o molho pode sair mais caro que o peixe. Ou seja, o empresário que não assume as rédeas das finanças da sua empresa acaba pagando o ônus de não fazer o devido acompanhamento do fluxo de caixa ou não terceirizar esse serviço, contratando uma empresa especializada.

 

Por isso ocorrem os pagamentos de taxas ocultas nos contratos, especialmente as cestas bancárias de serviços, e o pagamento de juros devido a boletos atrasados.

 

Pode ocorrer dos bancos, ao buscarem o cumprimento de metas, elevarem as taxas da sua conta empresarial sem uma consulta prévia. Os empresários mais desapegados das suas finanças acabam pagando os valores excedentes sem nem ao menos se darem conta que estão sendo lesados.

 

Contratos com empresas de telefonia e de cartões de crédito também podem ser afetados pelos mesmos riscos. Nesse sentido, a organização financeira representa, efetivamente, mais economia ao seu negócio.

 

Para controlar as finanças da sua empresa, terceirize a gestão

 

A terceirização de serviços, além de ser permitida por lei, otimiza a gestão empresarial. Isso ocorre porque o empresário pode delegar uma importante missão a uma empresa especializada enquanto se dedica com mais profundidade à sua verdadeira área de atuação.

 

A área financeira, como você pôde refletir neste artigo, é um pilar importantíssimo na administração da sua empresa. Afinal uma empresa estável financeiramente pode reduzir o risco do fechamento precoce e ser mais competitiva no mercado, destacando-se entre os seus concorrentes.

 

Com esse objetivo, de aprimorar a gestão financeira de empresas familiares, a Fast Assessoria Financeira para conhecer os serviços oferecidos) atua na organização das finanças, nos indicadores de performance, na precificação e orientação à distinção das contas empresariais e pessoais.

 

Conclusão

 

Portanto organizar a bagunça das finanças da sua empresa é possível com uma gestão profissional e que reverta em resultados visíveis.

 

Do contrário, o microempresário que assumir as rédeas do seu departamento financeiro deve, inicialmente, investir em treinamento e seguir a metodologia proposta a fim de não retroceder e, por consequência, comprometer o fluxo de caixa.

 

Se este artigo foi útil para você, continue acompanhando nosso blog com mais informações sobre a gestão relacionada às finanças da sua empresa. Se tiver alguma dúvida, entre em contato conosco e agende um bate-papo com nossos consultores.  

 

Hygor Duarte - CEO Grupo FAST



Data: 17/06/2019




Compartilhar: