Grupo Fast Assessoria Financeira para sua empresa

Fast Assessoria Planejamento financeiro para empresas familiares



Fast Assessoria Saiba se a sua empresa está realmente gerando lucro



Fast Assessoria BPO Financeiro, Captação de créditos, contablidade, redução de custos e precificação



Grupo Fast Assessoria Financeira para sua empresa





4 dicas para reduzir gastos com bancos na sua empresa

Data: 02/12/2019

Você já parou para pensar como estão os gastos com bancos na sua empresa? Você utiliza todos os serviços inclusos na cesta de serviços? Para lhe ajudar a refletir sobre este tema, eu, Hygor Duarte, mentor empresarial, proponho a leitura deste artigo.

 

Quando você começou sua vida de empresário, certamente já era correntista Pessoa Física de algum banco. Então, por questão de confiança no banco, resolveu abrir sua Conta Jurídica na mesma agência.

 

Não quero dizer que você está errado. Mas a escolha do banco para a abertura da Conta Jurídica deve receber tanta atenção da sua parte quanto qualquer outro investimento. Isso porque a relação com o banco é perene. Dependendo da sua decisão, essa relação empresa-banco pode ser prejudicial para o caixa da sua empresa.

 

Em primeiro lugar eu gostaria de falar que pequenos negócios acabam se valendo de contas físicas porque as taxas são mais baixas. Entretanto, essa opção é arriscada. Afinal você sofre a “tentação” de misturar contas pessoais com as contas da empresa.

 

Portanto, o primeiro passo é considerar a abertura de uma conta Pessoa Jurídica. Porém para abri-la é essencial seguir alguns passos. Por isso, eu trago neste artigo 4 dicas para reduzir gastos com bancos na sua empresa.

 

1.Faça um diagnóstico das suas despesas bancárias

 

Seja por falta de tempo ou por excesso de confiança no banco, muitos empreendedores não reparam nos itens que fazem parte do seu pacote de serviços no banco. Eles simplesmente pagam.

 

Os bancos não costumam ser generosos com seus correntistas neste ponto. Eles cobram, no mínimo, R$ 40,00 por mês para que a empresa tenha acesso a saques, depósitos, transferências, emissão de cheques, retiradas de extratos etc. Nesse sentido, são pelo menos R$ 480,00 de gastos com bancos por ano.

 

Entenda as necessidades da sua empresa, fazendo um diagnóstico de três a seis meses do que você realmente gasta com serviços bancários. Enumere a quantia de saques, de emissão de talões de cheque, de extratos, de emissão de boleto, entre outros serviços.

 

2.Compare as taxas bancárias de acordo com o seu diagnóstico

 

A partir do diagnóstico feito em sua empresas no que diz respeito aos gastos com bancos, crie um pacote personalizado. Com este embasamento ficará mais fácil comparar os valores cobrados pelos bancos.

 

Muitas instituições bancárias disponibilizam essas taxas nos seus próprios sites, o que facilita a pesquisa. Portanto, escolha pelo menos três bancos e coloque tudo na ponta do lápis para, finalmente, chegar a uma conclusão de qual banco ajudará você a economizar.

 

3.Após a escolha do banco, negocie pacotes de acordo com as suas necessidades

 

Negociar é um verbo presente no dia a dia de todo empresário, não é verdade? Portanto com o levantamento anterior em mãos, negocie com o gerente de Pessoa Jurídica. Demostre a seriedade do seu departamento financeiro, fazendo o banco perceber que ele não corre riscos ao aceitar as suas condições para se tornar correntista.

 

4.Acompanhe a movimentação bancária e mude se for necessário

 

Mesmo depois de abrir uma conta Pessoa Jurídica em um determinado banco, acompanhe a movimentação, checando sempre os débitos do seu extrato bancário, comparando-o com o uso dos serviços da sua cesta de serviços. Se for viável e interessante para as finanças da sua empresa, considere a possibilidade de mudar de banco.

 

Para concluir, a dica de ouro é conhecer as diversas opções do mercado financeiro. De modo geral, as cooperativas de crédito têm taxas menores. Os bancos digitais também possuem tarifa zero para empreendedores. Mas lembre-se: sempre avalie as necessidades da sua empresa antes de firmar a parceria com um banco.

 

Eu, como mentor empresarial e CEO da FAST Assessoria Financeira, quero lhe ajudar a tomar decisões assertivas para a sua empresa. Aproveite para deixar seu comentário abaixo sobre este tema.

 

Hygor Duarte

Empreendedor e Mentor Empresarial, Professor de cursos preparatórios para certificações Anbima, Palestrante, Pai de autista e Idealizador do Programa 33



Data: 02/12/2019




Compartilhar:

Saiba se a sua empresa está realmente gerando lucro
Postes Recentes
Empresa sem controle financeiro: perigo à vista
Dirigir uma empresa sem um controle financeiro é como dirigir um carro, à noite, com os faróis desligados.
FALTA DE DINHEIRO NO CAIXA DA EMPRESA
O que acontece normalmente com uma empresa que está sem dinheiro em caixa? Em vez de ela trabalhar com o dinheiro do cliente, é o cliente que trabalha com o dinheiro dela.
Pagamento de contas a prazo
Contas a pagar, contas a receber. Aprenda como ganhar dinheiro com isso em sua empresa.
Empresa sem controle financeiro: perigo à vista
Dirigir uma empresa sem um controle financeiro é como dirigir um carro, à noite, com os faróis desligados.
FALTA DE DINHEIRO NO CAIXA DA EMPRESA
O que acontece normalmente com uma empresa que está sem dinheiro em caixa? Em vez de ela trabalhar com o dinheiro do cliente, é o cliente que trabalha com o dinheiro dela.